quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

O que fazer em 2018

- primeira tatuagem
- emagrecer
- ler livros
- melhorar meu inglês
- iniciar uma pós
- ir para algum lugar turístico no inverno
- conhecer três cidades de Rondônia
- estudar fotografia
- ver meus pais
- aprender editar vídeos

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

7 meses

Ela é tão cativante, esperta e alegre. A cada dia que passa, fico mais apaixonada. Agora, ela já está se sentando sem apoio, dá risada enquanto assiste Mundo Bita, come bem comida salgada e percebi que quando está muito radiante comigo, me dá beijos. É, ela abre o bocão em direção ao meu rosto e 'morde'. Tão lindinha!

Universo do meu coração

Você sabe que ama aquela pessoa quando não guarda segredos. Não se deixa intimidar. Fala o que acha sem medo de ser rotulada. Sorri sem controle. Não fica rígida. Não se sente sozinha. Que sabe que o melhor sono é quando ela está por perto. Que te respeita. Te faz lembrar o quanto é forte e linda. O quanto está viva e pronta para encarar o que quiser.

Expressar sentimentos

Não falo muito "eu te amo" porque depois de um tempo, essas palavrinhas caem na comodidade (para quem fala) e parecem limitadas (para quem as ouve).

Em certas circunstâncias, se a gente sente, mas não sabe dizer o quê, é como se não sentisse. Não gera mudanças.

"Tenho orgulho de você", "Quero só te abraçar e sentir seu cheiro", "Como adoro seu café", "Você é a mulher da minha vida", "Quero viajar com você, só nós dois", "Não vejo a hora de te ver", "Me beija", "Você é muito mais do que eu imaginei", "Te admiro demais", "Quer namorar comigo", "Sinto a sua falta"...

Já me arrepiei todinha ouvindo coisas assim. Parece que nos perfura. Nos tira do eixo. Acerta em cheio nosso coração. Não só o "eu te amo" é poderoso. As palavras são.